Deficit de Atenção e Hiperatividade

TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade)

O TDAH é um transtorno neurobiológico, que aparece na infância antes dos 12 anos de idade e, ainda que tratado, em mais de 70% dos casos, acompanha o indivíduo por toda a sua vida, causando grandes prejuízos. Pacientes com TDAH têm um risco muito maior de apresentarem outros quadros neuro-psiquiátricos como por exemplo Ansiedade, Depressão e Dependência de álcool e drogas caso não sejam acompanhados precocemente.

Psiquiatra TDAH

Características 

TDAH, acomete 3 esferas principais de sintomas: Desatenção, Hiperatividade e Impulsividade.

Geralmente as pessoas com TDAH/DDA são mais inteligentes do que a média, muito criativas e intuitivas, mas sentem que não conseguem atingir todo seu potencial. Apresentam dificuldade em assistir uma palestra ou em ler um livro sem que sua cabeça “voe” num turbilhão de pensamentos. E da mesma forma, acabam iniciando várias atividades simultaneamente, ficando com vários projetos e tarefas por terminar, culpando-se e preocupando com muitos pensamentos do tipo “tenho que fazer”.

Além disso, seus pensamentos costumam ser desorganizados, refletindo nas suas coisas pessoais como mesa, gavetas, papéis, prazos e horários.

Apesar de toda inteligência e criatividade, essas características desatentas e impulsivas, muitas vezes fazem com que os portadores de TDAH sejam taxados, ao longo de suas vidas, como preguiçosos, desleixados, incompetentes e mal-educados. Esse histórico pessoal, juntamente com a auto-cobrança elevada que essas pessoas normalmente têm, podem levar a prejuízos muito grandes na sua autoestima e nos seus relacionamentos.

“TDAH NÃO COMEÇA NA FASE ADULTA”

Sintomas e sub-tipos

Subtipo Desatento

– Desvia facilmente a atenção, com dificuldade em concentrar em uma atividade, mesmo que prazerosa.
– Dificuldade em iniciar tarefas, que exijam longo esforço mental.
– Dificuldade em seguir instruções, em iniciar, completar e só então, mudar de tarefa (muitas vezes é visto como irresponsável).
– Desorganização do espaço e do tempo.
– Problemas de memória a curto prazo. Assim, perde objetos facilmente, e esquece nomes, prazos e datas.
– Durante uma fala, pode ocorrer um “branco” e a pessoa esquecer o que ia dizer.

Psiquiatra TDAH

Subtipo Hiperativo/Impulsivo

– Inquietação: mexe as mãos e/ou os pés quando sentado, com dificuldade em ficar parado num lugar por muito tempo.
– “Faz várias coisas ao mesmo tempo, está sempre a mil por hora, em busca de novidades e de estímulos fortes, entendia-se muito fácil com atividades da rotina ou burocrática”.
– Tendência a comportamentos compulsivos, que geram muito prazer em pouco tempo, como álcool, drogas, jogos, Internet e salas de bate papo.
– A dificuldade de controlar impulsos pode fazer com que interrompa a fala dos outros, podendo fazer com que responda perguntas antes mesmo de serem concluídas.
– Dificuldade para esperar: sofre muito em filas, telefonemas, atendimento em lojas e restaurantes.- Pode mudar inesperadamente de planos e metas.

Diagnóstico

O diagnóstico para TDAH é obrigatoriamente clínico, sendo feito através de uma anamnese detalhada do paciente. Nessa avaliação é investigado o seu funcionamento desde a infância, além de coletar informações de familiares quando possível.

O objetivo é, além de realizar o diagnóstico, determinar o subtipo, a gravidade e o impacto do quadro, bem como traçar a melhor e mais eficaz estratégia de tratamento para cada caso.

É preciso também nesse momento investigar as outras causas de Déficit de Atenção como Ansiedade, Exaustão Mental, Depressão ou mesmo problemas clínicos e neurológicos. Assim, em alguns casos, faz-se necessário a coleta de exames laboratoriais e de imagem, além de um acompanhamento em conjunto com outras especialidades.

Os testes e as escalas auxiliam na coleta de dados, mas não tem como realizar o diagnostico baseado unicamente nesses resultados. A avaliação Neuropsicológica, no entanto, difere nos testes e escalas aplicadas na psiquiatria, podendo não só auxiliar no diagnóstico, mas também ajuda na compreensão minuciosa do seu quadro cognitivo.

Tratamentos

Psiquiatra-TDAH-2

O tratamento para do TDAH é divido em duas partes:
Medicamentosa e Terapia Cognitivo Comportamental.

As medicações a base de metilfenidato controlam bastante os sintomas de desatenção e hiperatividade, mas infelizmente elas não curam a base do funcionamento. Assim, faz-se necessário terapias comportamentais para que o paciente consiga funcionar de forma mais otimizada mesmo com a dificuldade de se concentrar.

Dicas para Pais de Crianças com TDAH

Fonte: Associação Brasileira do Déficit de Atenção

– Reforçar o que há de melhor na criança.
– Não estabelecer comparações entre os filhos. Cada criança apresenta um comportamento diante da mesma situação.
– Procurar conversar sempre com a criança sobre como está se sentindo.
– Ter bastante paciência para explicar diversas vezes a mesma idéia.
– Não esperar que a criança consiga fazer do mesmo jeito que os pais conseguem.
– Não cobre resultados, cobre empenho.
– Elogie! Elogie muito. O estímulo nunca é demais. A criança precisa ver que seus esforços em vencer a desatenção está sendo reconhecido.
– Colocar limites razoáveis e compreensíveis, e relembrá-los frequentemente.
– Use português claro e direto, de preferência falando de frente e olhando nos olhos.

Dicas para Adultos com TDAH

Fonte: Associação Brasileira do Déficit de Atenção

– Crie regras no espaço: É importante definir padrão e função para cada espaço, facilitando assim a sua memorização.

– Use uma agenda: O uso da agenda ajuda a lidar e organizar os seus horários e compromissos.

– Faça listas: Crie o hábito de fazer listas e anotar tudo o que for importante, como tarefas, compromissos, projetos, deadlines, etc.

– Faça agora!: Para evitar o esquecimento, procrastinação e desordem.

– Use os 5 sentidos: O jeito mais fácil de memorizar é usando os sentidos. Você lembra pelo cheiro, pela cor, pelo tato, pelo ouvido, e usando a emoção.

– Defina prioridades: Defina as suas tarefas mais importantes do dia e depois as com menor importância e anote essas tarefas.

– Crie hábitos de rotina: Ritual de rotina para lembrar das atividades principais, ajuda a automatizar a lembrança.

– Dê mais tempo do que você julgar necessário: Nunca conseguimos funcionar a 100% da capacidade. Então sempre acrescente 50% de tempo a mais para dar margem ao imprevisto e a preguiça.

– Faça uma tarefa de cada vez: Não adianta tentar fazer dez coisas e concluir só uma tarefa. Se tiver um projeto grande, divida-o em partes.

– Aprenda a dizer não: A impulsividade no adulto com TDAH pode fazer abraçar vários projetos simultaneamente, e consequentemente, não consiga finalizar nenhum.

Clique Aqui – Teste para avaliar grau de TDAH.

Dr. Thomas Katsuo Ito
Sobre o Profissional

Visite a Clínica

Estamos localizados na
Av. Brasil, 399, Jardins, São Paulo – SP
Valet Parking no local.

Horário de Atendimento

Nosso horário de atendimento é de
segunda a sexta-feira das 8h às 20h

Visite a Clínica

Institucional

A ITO PSIQUIATRIA está sediada na Avenida Brasil, a região mais nobre de São Paulo, com fácil acesso pela Av. Brigadeiro Luis Antônio, Av. 9 de julho e Av. República do Líbano.

Visa o atendimento individualizado de forma mais humana e pessoal, tendo como objetivo não só a melhora dos sintomas, mas também a recuperação social, familiar e profissional de cada paciente.

Atendimento

Nosso horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h às 20h